NUNCA GOSTEI DO TEMER

André Brito

Gostava da Dilma.
Todo gosto é duvidoso.
Veja a laranja lima.
Que não sabe se é doce,
Ou se é azeda no gosto.

Posto que o posto fica vago,
Todos quererão sentar no trono.
Uns pulam fora do barco,
Outros ficam a boiar no lago.

Dilma se mostrou uma lima.
Azedou e saiu da linha.
Foi justo ou a qualquer custo?
A história dirá se é tadinha.

E o Lulinha?
Sem comentários.
“A terra não é minha,
e o triplex era ideia da Marisinha.”
Quem nunca fez uma comprinha,
escondida, não é Marisinha?
Temer, Temer, Temer,
Não há o que temer.
Entrou pra História
e está a feder
antes mesmo de amadurecer!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: