Agitação e muita sujeira na Cidade Ocidental

Fonte: Tribuna do Brasil

TB
Filas para votação no colégio Jorge Amado - Fonte: TB

As eleições no município da Cidade Ocidental (GO) foram marcadas por desordem, filas grandes e boca-de-urna. Mesmo assim, a votação fluiu sem maiores transtornos e as ocorrências registradas foram consideradas simples, não chegaram ao ponto de afetar o compromisso cívico da população. A maioria dos moradores se queixou da demora nas sessões eleitorais e do desrespeito dos delegados das coligações na hora de escolher os candidatos, pois eles estavam ao lado da urna e muitas vezes tentavam “induzir” o voto.
Na saída da escola municipal Nova Friburgo (42ª zona eleitoral), a movimentação era intensa e eleitores denunciavam compra de votos dentro dos banheiros, abuso de delegados, boca-de-urna, e até discussão entre candidata e eleitora. Na parte da manhã, uma pessoas subiu no telhado da escola e jogou vários santinhos no pátio. A Polícia Militar agiu rapidamente e o responsável pelo crime eleitoral foi detido. Porém, não foram registradas brigas nem agressões dentro da escola. Para o fiscal do Tribunal Regional Eleitoral do Goiás (TRE – GO), Edvaldo Souza, o resultado foi positivo. “Apesar de algumas reclamações, tudo ocorreu dentro da normalidade”, avaliou.
No município foram alocadas 89 sessões eleitorais e aproximadamente 30 mil eleitores foram até as urnas. As ruas da cidade estavam totalmente poluídas. Por onde se olhava havia santinhos, panfletos, banner’s e adesivos de todos os candidatos espalhados. Danielle Araújo, 30 anos, acordou cedo e foi votar. “Fui uma das primeiras a chegar à escola e demorei mais de 30 minutos para chegar até a urna”, desabafou.
No colégio estadual Ocidental a situação foi mais conturbada e precisou de policiais para reforçar a segurança. Segundo a secretária executiva do PSDB, Celina Leão, uma coligação extrapolou o número de delegados. “Falsificaram crachás de delegados. Enquanto nossa coligação tinha dois delegados na escola, a coligação do Alex Batista (PR) estava com 10”, contou. De acordo com a lei, é permitido apenas dois delegados por coligação em cada sessão, sendo que um é para circular e outro fica dentro das salas de votação.
A disputa estava acirrada e a moradora Rosângela Moraes, 40 anos, contou que nunca tinha visto uma “rixa” tão grande. “Nos últimos dias a cidade estava dividida. Todo mundo comentava e defendia seus candidatos. Mas no fundo, as pessoas sabem que metade das promessas não serão cumpridas”, relatou.
De acordo com o Centro Integrado de Operações de Segurança da Cidade Ocidental (Ciops), foram registradas três ocorrências, sendo uma por boca-de-urna, outra por desobediência e outra por embriaguez. Para a delegada plantonista, Dilamar Aparecida de Castro, tudo correu dentro do previsto.

Boca-de-urna foi a infração mais comum
O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Carlos Eduardo Caputo Bastos, realizou um balanço pouco antes do encerramento das votações. O resultado foi que as eleições municipais de 2008 foram consideradas tranqüilas.
Foram registrados pelo TSE 2.511 ocorrências de boca-de-urna e aglomeração de eleitores envolvendo candidatos e não-candidatos. Cerca de 100 pessoas foram detidos, sendo que destes, 63 foi pela prática de boca-de-urna. Outras 224 ocorrências que envolvia candidatos foram registradas, porém, destas nenhuma resultou em prisão.
Segundo o comandante da Polícia Militar de Goiás, Wellington Rodrigues, a segurança foi intensificada. “Estamos com um efetivo de aproximadamente 1.390 homens com reforço do helicóptero da Polícia Militar”, afirmou. Por lei a prisão de eleitores ou mesmo de candidatos durante a votação é proibida, salvo em flagrante. No entanto, o comandante acrescentou que o trabalho dos Policiais Militares no entorno teve como base a prevenção.
Em Águas Lindas (GO), a Polícia Militar informou que o clima foi de tranqüilidade durante a votação, mesmo o município sendo considerado um dos mais violentos do Entorno do Distrito Federal. A única cidade que necessitou de reforço foi Luziânia, porém o comandante alegou que foi por causa do tamanho do município.

Votos Justificados
Os eleitores que precisaram justificar o voto não encontraram filas nos postos. O procedimento demorava no máximo três minutos.
O Balanço parcial do TRE-DF mostrou que somente na parte da manhã, 40.399 pessoas justificaram o voto. A expectativa era de que 170 mil eleitores que moram no Distrito Federal justificassem a ausência no pleito em seus estados.
O TER ainda informou que quem não justificou o voto ontem, vai ter um prazo de 60 dias para realizar a justificativa no cartório eleitoral em que está inscrito. (R.O.)

Anúncios

Um comentário em “Agitação e muita sujeira na Cidade Ocidental

Adicione o seu

  1. quero falar tambem que no jardin abc bairro de cidade ocidental a sujeira foi muita .tinha gente que era fiscal e uzava cracha de delegado e os titulo não estava no lugar de votar e com isso muita gente não votou sera que no brasil tem justiça pois se tiver tem que ter outra eleição porque se a policia vederal investigar vai achar muito podre

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: