Morre Marinho DJ

Marinho DJ
DJ Marinho – Kanka
* 1966 + 2008

Por volta de 1988, em minhas inúmeras idas às boates de Cidade Ocidental, Hollyday, Vem Viver e Nostalgia Drinks, sempre me deparava com a figura inconfundível de Marinho DJ. Rapaz grande, forte, de fala mansa e pausada e com ótimo gosto musical que sempre apostava nas novas tendências musicais.

Marinho começou a tocar em uma oportunidade dada pelo pai dos DJs em Cidade Ocidental: DJ Marconi, que o levou para tocar pela primeira vez no extinto Clube Vem Viver.  Quase todos os dias, Marinho dedicava horas, treinando em cima dos toca discos de Marconi em sua casa, o que o levou a ser um profissional exemplar e antenado com a música. Em seguida, Marinho tornou-se DJ Residente na Holliday, sob a sonorização da equipe Time Som e logo depois, colaborando com a equipe do DJ Zé Carlos.

Marinho talvez nunca tenha chegado a saber do fascínio que ele exercia nos jovens, ficando lá em cima, no palco das extintas boates acima citadas, que coincidentemente ou não, funcionaram no mesmo local onde hoje é uma conhecida academia da cidade. Palco esse onde muitas vezes, eu e meus companheiros de dança, subimos para também dar alegria àqueles que, além de ir nos ver danças nos concursos de dança dos anos 1980-1990 iam (como nós) ouvir as pedradas musicais que Marinho nos atirava a cada final de semana. Pedradas que causavam, não dor, mas prazer de ouvir.

Marinho era nosso mestre. Não dizia como devíamos dançar, mas sem abrir a boca, dizia “com quais músicas” tínhamos que dançar.

Marinho era do tempo em que ainda rolava musica lenta nos bailes. Embalou muito meu coração com melodias que eu dançava agarradinho à minha primeira namorada. Inúmeros foram os finais de semana que me dei a essa rotina.

Foram extenuantes vezes que íamos em bando à casa de sua mãe na SQ 11 perturbar seu descanso para gravar “fitas” para nossos ensaios, emprestar discos, trocar discos e outras inconveniências. Nunca nos destratou. Pelo contrário, gostava de saber que era admirado pelos seus conhecimentos musicais.

Lembro até hoje, quando em 1988-1989 anunciou, com sua voz que se tornava potente ao microfone, para mais de duas mil pessoas, “em primeiro lugar… o grupo Grand… Masters… Dance”, que nós havíamos ganhado o concurso de dança da época. Recebi pessoalmente, como se fosse um capitão da seleção brasileira, o troféu das mãos de um dos nossos maiores ídolos. Dj Marinho.

Foi um dos vários episódios de nossa história, que Marinho ajudou a escrever. Um grande personagem da novela da vida real minha e de outros amigos.

Mas eis que as cortinas se fecharam para ele. Faleceu noite passada, 15 de junho. Passou mal e não resistiu. Teve parada cardio-respiratória.

Ícone dos anos 80 e 90 na Cidade Ocidental, fez história ao migrar rapidamente do Vinil para o CD. Introduziu o House Music no gosto musical coletivo, antecipando a música eletrônica após ter tocado Black Music – Funk e Old School Rap durante anos.

Descanse em paz DJ. Definitivamente voce merece o seu nome gravado na história de Cidade Ocidental, onde graças a você, os anos 1980 e 1990 foram mais alegres.

Grand Masters Dance com DJ Marinho lá no canto esquerdo. 1989.

Grand Masters Dance com DJ Marinho lá no canto esquerdo.
Aniversário do Grupo Demos Funk – 1989.

Anúncios

8 comentários em “Morre Marinho DJ

Adicione o seu

  1. o que posso dizer diante de td isso?entender que a vida é assim? ou faz parte? prefiro pensar que exista pessoas que passam pela vida e não fazem dela uma mera passagem,eu não fui só espectador de td isso, eu vivi como um personagem principal junto com meus companheiros de grupo.marinho tranformou nossas vidas, eu tinha só 14 anos e ele me dava atenção de gente grande e me fez acreditar que poderiamos vencer. e vencemos e depois disso nos tornamos os caras mais respeitados qdo se falava em dançar,ele tocava musicas só para ver agente arebentar no salão. valew grande amigo obrigado pelo disco e a musica do zapp. deus o tenha.

    Curtir

  2. belíssimo comentario saudades daqueles tempos que eu também ia aos bailes do marinho ,zé carlos etc..
    era um grande amigo meu de radios e por ai vai!!!
    fica aqui a minha gratidão a esse ser humana que fez e faz parte da minha vida.obrigado dj marinho!!!

    Curtir

  3. Sem dúvidas,Marinho foi a maior expressão da Black music no entorno,vai deixar muita saudade,principalmente nos finais de semana agitados no Vem viver e Holliday dos anos 80 e inicio dos anos 90, que este mestre da musica eletrônica descançe em paz e que Deus console sua estimada familia, o meu adeus.

    Curtir

  4. Kanka, valeu por tudo! Que nessa sua nova jornadaa vc tenha Deus ao seu lado e vc nunca vai estar sozinho! Onde estiver vai estaar em meu CORAÇÃO! Vai deixa saudadees eternaas! Abraço meu amigo

    Curtir

  5. Oiee… Tava procurando algo na internet sobre as boates que você citou no seu artigo, aí encontrei seu site… Tem como você me mandar um e-mail??? Falando que eh vc e falando q eh sobre as boates…. Preciso de perguntar algumas coisas… Por favor?? Obrigada…

    Curtir

  6. André, o Marinho era tudo isso que você relatou. Um cara “gente boa”, por várias vezes pude acomponhar o trabalho dele e presenciar como ele era apaixonado pelo que fazia. Um pesquisador que não parava no tempo, mesmo sem os recursos tecnológicos que hoje dispomos, ele estava sempre um passo a frente dos outros “Disc Jóqueis” da região.
    Big Marinho, meu camarada! Valeu André pelo reconhecimento ao trabalho em vida desse Grande cara.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: