MULHERES DA PAZ

Por André Brito e Karina Marques
Fotos Cláudio Reis

Andre e as mulheres da Paz

Grupo da Cufa Cidade Ocidental – Karina (Coordenadora), Maria Domingas, André Brito (Coordenador), Margareth, Neide, Esmeralda e Lidú.

Realizou-se em Brasília, nos dias 15 e 16 de dezembro, o lançamento do Projeto Mulheres da Paz, que antes se chamava Mães da Paz, e que segundo o Ministro Tarso Genro e Ministra Nilcéia, a modificação se deu em virtude da adequação e generalização para beneficiar as ações.

As mães MARIA ARNEIDE DA SILVA, ANTÔNIA LIDUINA RODRIGUES DE SOUSA (LIDÚ), MARGARETH NASCIMENTO SOUZA VASCONCELLOS, MARIA DOMINGAS MARQUES DE SOUSA, ESMERALDA BATISTA DOS SANTOS, da Cidade Ocidental-GO, participaram do lançamento do PRONASCI (Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania) secretário executivo do PRONASCI Ronaldo Teixeira, por meio do Ministério da Justiça e apoio CONVIVE (Comitê Nacional de Vítimas da Violência) responsável: Valéria Velasco, INESUL ( Faculdade Integrada ) CUFA ( Central Única das Favelas), a participação das mães se deu no âmbito nacional, onde se fez presente mães de Belo Horizonte, Cuiabá, Paraná, Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Recife, Porto Alegre, Goiás, Distrito Federal, para as nossas mães que estiveram presente, foi possível realizar uma reflexão acerca de ações sociais relacionadas ao combate a violência e sua prevenção.

Logo cedo, pouco antes das 19:00 hrs, quando várias delegações ainda não haviam chegado devido aos atrasos nos vôos, a CUFA já havia chamado a atenção: algumas pessoas, inclusive o reitor da INESUL de Londrina, cercaram nos (DF e Cidade Ocidental) para perguntar o que era a CUFA. Estamos devidamente “uniformizados” cufianamente, como manda o protocolo das Favelas. Mencionamos o nome do Bill, os livros Falcão, e ele rapidamente associou uma coisa a outra. Elogiou nosso trabalho em reunir em pouco tempo àquela quantidade de mulheres. Destacou que tinhas projetos em andamento no DF e Cidade Ocidental em relação à sua faculdade e que discutiríamos isso mais adiante.

Várias histórias, vários rostos, diversos locais, mães, irmãs, filhas, esposas de pessoas com passado e presente relacionado a crimes de morte, drogas, filhos presos injustamente, justamente mas não recebendo o tratamento humano que deveriam, enfim, elas estavam lá, acreditando que algo pudesse ser mudado.

Durante a abertura, na manhã do Domingo 16, essas mulheres estavam lá, ouvindo as palavras da Ministra da Secretaria Especial de Politicas para as Mulheres Nilcéia Freire e acreditando que o futuro de sua comunidade poderia mudar a partir daquele ato: a assinatura do Acordo de Cooperação entre a Secretaria e o Ministério da Justiça.

Mesmo cansadas da viagem, vindas de vôos atrasados e passagens confirmadas em cima da hora, a animação era nítida. A cada palavra das autoridades presentes, em especial do professor Ronaldo Teixeira, que parecia falar sob improviso, citando João Cabral de Melo Neto.
Muitas traziam estampadas em suas camisas, filhos vitimados pela violência policial em um protesto silencioso mas cheio de significado. Camisas da CUFA de diversas cores e locais, chamavam a atenção dos demais hóspedes do tradicional Hotel Nacional, no centro de Brasília.
Todas deixaram Brasília acreditando que a partir daquele momento algo mudaria em suas vidas. Leci Brandão no encerramento deixou isso claro: “Vão e levem esperança, porém trabalhem muito em prol disso.”

Anúncios

3 comentários em “MULHERES DA PAZ

Adicione o seu

  1. Quando nascemos para brilhar devemos crêr que nossa estrela nunca se apaga,pelo contrário ela apenas muda o percurso…. a trajetória desta estrela tem apenas um rumo ” promoção do bem ” e a realização de ser útil na vida de alguém. Continue sendo a diferença neste mundo.
    é nóis…

    Curtir

  2. muita das vezes pençamos que viemos a esse mundo sem prosito nenhum mas a verdade é que si nos tivermos sonhos e acreditar e lutarmos concerteza este sonho si tornara um objetivo uma meta a ser cumprida e concerteza vc tera um proposito e não ira descançar enquanto não ver aquilo que você almeja ser realizado .

    REFLEXÂO: nesta vida só a proposito se tivermos sonhos se não tivermos sonho não á meta.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: